quarta-feira

Eloá e Lindembergue na China

Ele fez a ex-namorada de refém e exigia que ela se casasse com ele, ou morreria. Como a moça não gostou da "loucura de amor", um atirador de elite teve de entrar em ação.



Pois é, se aqui fosse como lá na china, a Eloá estaria viva e o vagabundo no cemitério.
Polícia chinesa 1 x 0 polícia brasileira

1 comentários:

Rodrigo disse...

Esse não incomoda mais. Mas imagina o pessoal dos direitos humanos aqui com uma cena destas.

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Ocioso

 

Cativa Google | Design by iBloGraphics