segunda-feira

Vou estar lhe ofendendo



Já temos a tevê digital. Não sabemos exatamente para que serve, e fique tranqüilo, porque não servirá para nada durante um bom tempo.






Ando farto, muito farto de lê a cada semana que minha vida vai passar por uma revolução que nunca vem nunca acontece. Continuo a passar muitas horas em engarrafamentos. Continuamos sem poder viajar de avião, continuamos a matar milhares por anos nas estradas e continuo tendo de ir a cartórios, “batendo xeróqui com firma reconhecida”.
Mas tudo está Hipermoderno.

Empresas de telefonia e operadoras de tevê continuam na liderança absoluta e indiscutível das reclamações. Nem sempre recebemos o recado na hora certa ou temos sinal, e continuamos a pagar, todo mês, para assistir a programas repetidos.

Mas a grande sacada dos mega-hiperblaster-empresários foi o telemarketing. A terra de ninguém. O buraco negro. O vácuo absoluto. Durante o tempo, continha minha irritação sabendo que aquele, ou aquela, atendente não tinha culpa e de fato não poderia fazer nada alem de despejar uma quantidade jamais pensada de gerúndios em meus ouvidos.

Mudei. Agora, depois da segunda tentativa sem sucesso de obter alguma solução, eu digo: “me desculpe, mas eu vou estar lhe ofendendo porque você, sim, é culpada de ter aceitado trabalhar para uma empresa ordinária que presta um serviço ordinário aos seus clientes”.

1 comentários:

Millon disse...

Apesar de ser uma novidade recentemente divulgada pela mídia. A tv digital ainda podemos dizer que é um pouco utopico para as camadas menos favorecidas da sociedade.
Tv digital é mais um sonho para o brasileiro trabalhador, que talvez daqui 10 anos se torne realidade!!!
abraço

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Ocioso

 

Cativa Google | Design by iBloGraphics